Prioridades

Tags

Ocorreu uma mudança de foco em minha vida fetichista. Hoje eu não tenho tanta vontade de meu envolver com o mundo BDSM quanto eu tinha antes. O mundo liberal e o swing me preenchem melhor. Ainda tem o fato de estar em uma fase bastante rebelde de minha submissão e não aguentar nem ouvir a frase: “Você vai me obedecer…”. Eu não quero viver para ninguém, não quero dar prazer para ninguém a não ser para mim mesma. Talvez, nessa quinta feira, role um lance BDSM, estou bastante ansiosa! E eu prefiro que seja assim, encontros esporádicos sem envolvimento emocional – o prazer pelo prazer.

Eu já fui uma pessoa diferente, já acreditei na entrega absoluta, já me entreguei de corpo e alma. Tinha vontade de descobrir como era viver o “verdadeiro” BDSM. Mas eu só encontrei o vazio, fiquei no vácuo. Nada aconteceu… Não descobri o verdadeiro BDSM e nem sei se isso existe!

Hoje eu sei: o que é verdadeiro é aquilo que a gente faz com prazer!

HZK1SbZQkGFU0mfrPXmA_incenseGIF

sexo oral e minhas risadas orgasticas!

Tags

É muito bom quando um homem consegue me fazer gozar com a boca. Quando consigo chegar ao clímax, eu começo dar risada! É muito bom! é um orgasmo diferente… E quando o sexo e muito, muito bom eu costumo rir quando tenho orgasmos. Faz muito tempo que não tinha um orgasmo assim, pelo menos uns 4 anos. Como sempre disse, em minha relação com meu ex Dono, não fazíamos sexo, nós transávamos, mas com outras pessoas e muitas vezes não era bom para mim.

Fico imaginando como seria fazer sexo com ELE, se eu iria chegar ao orgasmo dando muitas risadas gostosas. Ou se eu iria ficar tão nervosa pela espera que não iria ter o mínimo de prazer.

Na ultima vez que transei um cara me fez rir quando gozei no sexo oral, foi muito bom! Algumas coisas são inesquecíveis. A dor, a decepção, a dúvida são inesquecíveis… Mas o prazer também! Duas situações diferentes, dois homens inesquecíveis! De um sinto saudades (de seu poder sedutor) e ainda me faz chorar, o outro… ah! o outro quero em minha cama novamente!

Como-Fazer-Ela-Gozar-No-Sexo-Oral tumblr_o77p3gT9qj1v51zdbo1_500 tumblr_o7e76uPdCz1v51vvho1_540 tumblr_o7b1mieGhS1s6c8uvo3_540 tumblr_o6ve89zISq1v89vz9o1_500 tumblr_o1jbjcszo01uw82fbo1_500 tumblr_nvx70oEIoC1uw9y6xo5_540 tumblr_ne2kgfrTtQ1ralnabo1_540 tumblr_n0owz6Iv2N1r3z015o1_540

Abstinência

Tags

Estou naquela fase da abstinência, estou sentindo falta.

Mas é falta do que?

Daquilo que não tive? Ou DELE?

Sinto falta sim! Falta da sensação de que algo está por vir, de esperar horas e dias por uma resposta.

Agora eu me pergunto… Se tivesse seguido aquele caminho teria sido diferente? Me sinto como se estivesse embarcando em um navio para mudar de continente, mas meu coração e minha alma ficaram para trás. Sempre sentirei saudades, sempre sentirei sua falta.

Mas a vida segue.

O navio vai partir.

Adeus.

2075028443_l

 

As Dominates

Tags

  tumblr_o5uaptfmTR1rzdkezo1_540

Algumas mulheres gostam de mandar, gostam de ficar por cima, ter o controle de um homem. Não é o meu caso… Apesar de muitas pessoas me confundirem com uma Dominadora.

“Mas você tem personalidade forte!”

“Você é tão dona de si!”

É eu sou tudo isso e muito mais! Porém entre paredes o que me excita é ser comandada. Não tenho culpa, é minha personalidade.

tumblr_o60mwu8VAX1uiwom6o1_540 tumblr_o54swqPCbh1rzdkezo1_540 tumblr_o5swdgkfSh1rzdkezo2_540 tumblr_o5l0qfOynC1up8kxuo1_540 tumblr_o4rsltXCus1rzdkezo1_540

Plágio é crime!

Tags

Nunca imaginei que iria escrever isso aqui: Fui plagiada!

Esse é um simples pensamento que sempre tive quando estava comprometida com meu ex dono era o seguinte: Se eu tiver que entregar minha coleira por algum motivo não irei procurar um dominador e me deixar ser encoleirada .
Eu já estava um pouco cansada de me dedicar e da entrega absoluta de minha parte , E não sentir o mesmo da parte dele muito frustrante pelo menos nesse momento .
Sou uma submissa e gosto de entregar de me dedicar mas hoje eu preciso de um espaço pra mim para meus desejos para meu prazer .
O que adianta estar com uma coleira e não conseguir ser feliz .
Esse é relato de uma submissa para termos cuidado essencial , então se vai traçar esse caminho conheça bem seus parceiros ou parceiras converse muito procure as afinidades . Não faça uma sessão a dois sem conhecer a pessoa tipo conheci nas redes sociais tomando todos os cuidados o importante é ser feliz se realizar …..
Isso é um relato da submissa Fernanda C. Sousa

Esse texto que foi assinado por uma tal Fernanda C. Sousa, é meu! Ele foi publicado em uma página  (facebook) chamada KASA DE KALEB, E OS ADMINISTRADORES DA PÁGINA SÃO: KALEB MASTHER, KYARAH KALEB E DOM VANTUIR.

O texto original foi publicado com o nome sessões avulsas e companheiros de jogos no dia 21 de abril de 2016.

“Quem produz algo é autor e dono daquela produção, qualquer coisa escrita, dirigida, produzida por alguém é de sua propriedade, isso é a propriedade intelectual. Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime.”

http://www.portaleducacao.com.br/direito/artigos/50044/o-crime-de-plagio

Esse texto eu tirei de um site, não foi escrito por mim. Então estou colocando os créditos, se eu simplesmente copiasse e colasse seria plagio! Deu pra entender? ou vou ter que desenhar?

portal20150803_4

Festa!

Tags

Fui em uma festa ontem, uma festa particular liberal.

É sempre bom conhecer pessoas e criar laços. Quando entrei nesse mundo liberal, eu estava acompanhada, porém não consegui participar de um grupo que pudesse conhecer pessoas e fazer amigos. Encontrei F por acaso em um site de swing. Ele promove as festas na sauna e montou dois grupos, um deles de gang bang e o outro de casais e singler. E eu acabei ficando nos dois!

fizemos um jantar e depois do jantar nos jantamos! Não participei de muitas coisas, prometi a mim mesma que faria o que tivesse vontade e eu estava com vontade de transar apenas com um homem, só um. Nada de menages, gang bangs e afins. As mulheres se divertiram na outra cama, não obrigada! O prazer seria só meu.

Sem afetos, sem firulas… ele me fez gozar com a boca. Fazia tempo que não gozava com um homem me sugando. Foi divino. Apenas eu e meu prazer. Sou egoísta, gosto de ter tudo para mim, por isso gosto de gang bang. Quero só para mim, só para meu prazer.

Mas ainda falta algo… BDSM! Estou louca para sentir um pouco do poder sádico!

orgasmo


 

 

Sem vontade, não quero obedecer.

Tags

Descobri que não estou muito a fim de obedecer, ser subserviente, submissa.

Ou…

Para fazer isso, preciso estar muito envolvida.

Eu só conseguirei obedecer novamente dessa forma se estiver bem envolvida com uma pessoa, me entregar. Mas a entrega me faz lembrar de coisas triste e como saí magoada de uma relação que para mim foi tão intensa.

Então não dá! Vai ser bastante complicado.

Prefiro a segurança das relações suaves!

Quero tranquilidade.

tumblr_mw083rbyP71t0ckeyo1_500


 

gaslighting

Tags

still-of-ingrid-bergman-and-charles-boyer-in-gaslight-1944-large-pictureSabe aquele filme com a Ingrid Bergman (Gaslighting) em que o companheiro a manipula psicologicamente a ponto dela se sentir culpada e doida? A pessoa que se envolve em um relacionamento assim costuma questionar sua própria sanidade e conduta. Ai a gente pensa: “nossa o cara é super fofo eu que sou louca e não dou valor para o homem que tenho e bla, bla…” Mas de fofo não tem nada, o cara não passa de um monstrinho egoísta.

Cuidado! Dentro do BDSM isso pode ser confundido com Dominação Psicológica. Existe uma grande diferença. Preste atenção em seus sentimentos, se você está se sentindo mal, se anda deprimida, confusa com algo. Se o Dominador te chama de doida, bipolar… isso pode ser – pode ser, não tenho certeza – um sinal de que ele não está muito preocupado com seus sentimentos. Quando você faz uma sessão com seu Dono, se o cara não for doido de pedra, ele vai te dar uma safe, uma senha para se falar quando você não estiver aguentando mais, em Dominação psicológica não existe uma safe, o que existe é o bom senso do Dominador. Então se não existir esse bom senso, é abuso.

Simples assim!