Dupla penetração e Ménage.

Tags

Muitas mulheres tem a fantasia de fazer um ménage, mas não necessariamente com outra mulher – Geralmente essa é a fantasia do homem.

Mas não é todo homem que está disposto a realizar essa fantasia… Então muitas vezes precisamos nos contentar em utilizar brinquedos. Mas não é a mesma coisa.

Esqueçam também os filmes pornôs, eles não condizem com a realidade. Transar com dois homens é bem diferente, pelo menos eu acho.

Já participei de troca de casais, e alguns caras são muito babacas mesmo e é por isso que devemos ter cuidado. Se o cara for achando que vai transar como você como os atores pornôs fazem, você estará ferrada. Vão te machucar muito e o que seria um prazer vai se tornar um trauma.

Em uma dessas minhas experiências com troca de casal, me deparei com um sujeito que parecia que nunca tinha visto uma boceta na frente, queria enfiar o dedo em mim de qualquer jeito, me deixou muito desconfortável e acabou me machucando. Tenho ódio eterno daquele ser.

Então tomem cuidado com quem você vai escolher para realizar sua fantasia.

E homens: não custa nada satisfazer os desejos de sua companheira. Não vai te fazer menos homem, engula seus preconceitos… Provavelmente ela vai engolir o dela e lamber uma boceta mesmo tendo nojo, só para satisfazer O SEU DESEJO DE MACHO.

menage_preliminares

tumblr_minl1brVkp1rq6vz1o1_r1_500 tumblr_mzew2z7bwR1qatn9jo1_500 tumblr_n51wopstiY1spusauo1_500 tumblr_nbul4yZTrn1rx5y5ko1_500 tumblr_ncgll4ViCv1tlp9m9o1_500 tumblr_ncu6j3JKKH1qh9jaoo1_500 tumblr_necdy0OHVR1twb3ixo1_500 tumblr_necrpvHohr1s38z3ao1_500


 

Aceite-me – (Rabindranath Tagore)

Tags

Aceite-me, querido Deus, aceite-me por um momento.

Deixe os dias órfãos gastos sem Você serem esquecidos.

14 - 1 (2)

 

 

Alongue este breve instante por Seu amplo colo, mantendo-o sob Sua luz.

Vaguei atrás de vozes que me atraíram… deu em nada.

20.10.14 - 1 (1)

 

Permita-me, agora, sentar em paz e escutar Suas palavras no espírito de meu silêncio.

Não mostre Suas costas aos segredos obscuros do meu coração: queime-os até que Seu fogo os ilumine.

1 - sensual blog 14 - 1 (19)

 

 

Meu cabelo veio da África!

Tags

,

Todos nós vivemos de padrões.

O cabelo liso é um padrão exigido pela nossa sociedade, pois é ele que dita a regra. Mulher de cabelo crespo é desleixada, para trabalhar em uma empresa você tem que ter “boa aparência” Mulheres negras de cabelos crespos não tem boa aparência…

Desde crianças, nós mulheres negras e cacheadas e crespas ouvimos que nascemos com cabelo “ruim”. Esses dias mesmo minha mãe comentou que ela tem cabelo ruim, cabelo de “bucha”. Disse a ela que não existe isso de cabelo ruim, que cada cabelo é único. Mas ela não se conforma.

Eu cresci com a idéia de que meu cabelo era ruim e que precisava ser concertado. Minha mãe costumava dizer que eu nasci toda torta.

Nas revistas, na TV…

Todas as mulheres tinham cabelos lisos.

As meninas mais queridas pelos professores, mais admirada por todos tinham cabelos lisos…

Eu queria ser amada e admirada também.

Minha mãe queria me “concertar”, porque eu nasci torta e deformada com esse cabelo de sovaco!

Uma música que fez muito sucesso quando eu era criança:

“Nega de cabelo duro, qual o pente que te penteia…”

Cantavam para mim essa música. E eu ficava indignada!

Eu não era negra! Não tinha cabelo duro!

Mas eu era e sou negra sim! E não tenho cabelo duro não! Meu cabelo é macio, meu cabelo é lindo!

Mas minha mãe deu um jeito de me endireitar… Ela mesma fazia isso, tinha feito um curso de cabeleireira.

Essa fase foi a do WELLIN… Quem viveu década de 70 e 80 vai se recordar do cheiro de esgoto desse produto. Minha mãe passava em meus cabelos, ficava liso e maravilhoso e minha concepção. Mas meu cabelo fedia esgoto por semanas!

Às vezes ouvia comentários dentro do ônibus: “nossa! Ta fedendo esgoto aqui!” e eu sabia que era meu cabelo! Que vergonha, que tortura!

E assim eu fui crescendo…

Cresci negando toda minha história. Cresci oprimindo meus cabelos…

Por um momento eu deixei meu cabelo natural… Foi uma tortura. Olhavam para mim e perguntavam por que eu não fazia um relaxamento, sentia os olhares de reprovação.

Eu estava torta novamente, errada, pixaim, nega de cabelo duro.

Voltei a me endireitar.

Voltei a alisar meus cabelos.

Opressão de meus fios continuou por vários anos.

Oprimi meus cabelos para agradar a sociedade, para me adequar a um padrão social… E o pior de tudo, oprimi meus cabelos para agradar a um homem!

Alem de tudo tem a questão do machismo: Estamos em um mundo patriarcal. As mulheres devem seguir determinados padrões para serem consideradas “femininas”, cabelos longos é uma desses padrões. Como ter cabelo longo, cacheado? Às vezes seus fios não terão cachos perfeitos de Camila Pitanga em comercial de Shampoo.

Então ele dizia: gosto de você assim de cabelo liso e comprido… Então oprimi meus cabelos por amor a um homem. Hoje eu posso dizer: NÃO VALE A PENA!

Uma pessoa pode sim ser racista e se casar com uma pessoa negra… Hoje eu reconheço isso.

Machucou muito! Mas foi isso que me fez ver o quanto eu viva em opressão, o quanto eu não tinha boa auto-estima.

Depois que me separei, ainda por muito tempo não consegui me livrar desse peso opressor.

Comecei a afirmar para mim mesma que eu alisava meu cabelo por opção, mas não era. Opressão não é opção, é imposição.

A sociedade impõe padrões e se você sai fora… Você é torta, errada, desleixada…

Depois te tantos anos de opressão eu resolvi me libertar.

Comecei a deixar meu cabelo crescer e não voltei mais ao salão para fazer progressiva. Fiquei com ele assim por vários meses. Ficava na frente do espelho e imaginava como seria tê-lo curto e crespo, ficava imaginando como o meu Dono (já que sou submissa) iria reagir a isso. Comecei a pesquisar sobre o assunto, e procurei cortes de cabelo para cacheadas, nisso descobri vários vlogs de meninas que relatavam suas experiências. Descobri o BIG CHOP… E resolvi que iria fazer – o grande corte. Falei com o Dono, expliquei para ele os motivos e ele aceitou. Confesso que me surpreendeu, não esperava isso dele… Mas as pessoas nos surpreendem para o mal e para o bem!

Mas a auto-afirmação não é fácil… A sociedade irá tentar te oprimir… Você vai se oprimir. Quando Você acorda e vê seu cabelo curto, todo espetado para cima, você se pergunta por que fiz isso? Ai você lembra que fez isso pela sua história, que seu cabelo é uma arma política e social. Você lembra que por trás desses seus cabelos crespos existe uma história de opressão e humilhação – Escravidão! Meu cabelo crespo veio em um navio negreiro e eu não posso mudar isso. Por mais que eu alise meu cabelo, não posso apagar minha história e negar minhas raízes. Meu cabelo veio da África!

8aa07469752e35c2675ccbc67699b618 577295_513589035383491_552561708_n tumblr_ma04m1Cm4V1qj09jio1_500 tumblr_mwk4gukbwn1qzskcyo1_1280 tumblr_ndgk8kEXea1sjm3lbo1_500 tumblr_static_c93w1dewvjwck4c8ksgcwk0so

As Curvas…

Tags

,

Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.

(Niemeyer, Oscar, 2000, As Curvas do Tempo: as memórias de Oscar Niemeyer. Londres: Phaidon, ps. 169 e 70)

14 - 1 (3)

tumblr_muatn9xd3H1ry2rtco1_500 tumblr_nbcbh6i5WC1tjmujbo3_500 tumblr_nbcbh6i5WC1tjmujbo5_500 tumblr_nbcbh6i5WC1tjmujbo6_500 tumblr_nbsug7aGlO1s7ch8qo1_500 tumblr_nc4dm5JTod1rz95auo1_500

Leitura e releitura.

Tags

- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.

Mario Quintana )

Releitura:tumblr_nbcq8h0g0h1r1zkrlo1_500

-Eu amo o mundo BDSM! Eu detesto esse mundo BDSM! Eu creio em meu Dono! Esse meu Dono é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!

-Você é doida?

-Não, sou submissa.

Giovanna Casotto

Tags

,

Giovanna Casotto é uma ilustradora italiana que especializou-se em quadrinhos eróticos. Dona de um traço realista, uma das peculiaridades da autora é o uso de referências fotográficas para criar suas histórias. Detalhe: ela tira fotos de si mesma.

Casotto_Stress2_Pg3 casotto3_b

 

“O erotismo que tenho em mente é composto de atitudes femininas, atitudes precisas, inspiradas nas pin-ups dos anos 50 (…); o erotismo, pra mim, é carnalidade; uso o sombreamento para dar a noção da carne, do corpo, dos sentidos!”

Giovanna Cassotto

giovanna-casotto-art-01 giovanna-casotto-art-08 giovanna-casotto-art-10 (1) giovanna-casotto-art-11 giovanna-casotto-art-22 giovanna-casotto-art-25 giovanna-casotto-art-26 giovanna-casotto-art-27 giovanna-casotto-art-30 giovanna-casotto-art-32 giovanna-casotto-art-36 giovanna-casotto-art-38 giovanna-casotto-art-40 giovanna-casotto-art-48 giovanna-casotto-art-51 giovanna-casotto-vampirella-01 giovanna-casotto-vampirella-02 Giovanna Casotto original artwork quadrinhos-eroticos-giovanna-casotto-40257 tumblr_l9sjqmqKsg1qe59oxo1_1280

 

giovanna-casotto-pic-07

O Casamento – parte 3

Tags

Acordou Macabéa.

Ficou na cama lembrando-se do namorado Olimpio da pobre Macabéa, que a levou para tomar um cafezinho e disse que se ficasse caro de mais ela iria pagar a diferença… Começou a rir sozinha.

Levantou Macabéa.

Desculpou-se por tudo… Por ter nascido, por usar oxigênio do planeta, por ser tão apática.

Foi tomar café Macabéa.

Só um pouco de café frio e uns pedaçinhos de papel. Quando criança costumava comer papel e imaginava que era um chocolate branco, foram tempos difíceis!

Talvez encontrasse uma cartomante que leria sua sorte e ao atravessar a rua deslumbrada fosse atropelada.

Morreria Macabéa.

A hora da Estrela era seu romance favorito de Clarice Lispector. Às vezes imaginava que abraçava Macabéa e lhe dizia que tudo iria ficar bem, em outras queria esbofeteá-la. Amor e ódio por essa nordestina.

Era uma sexta-feira de feriado, um feriado cristão qualquer. Não era cristã, nem mesmo acreditava em um ser divino superior, era muito racional. Esse foi um dos motivos para não se casar na igreja, e também como não acreditava em papéis, também não quis casar em cartório.

O noivo, futuro marido ficou aliviado, fugia assim das contas… Talvez tenha até pensado em pagar um cafezinho para ela, já que não dava muitas despesas…  Mas iria cobrar a diferença se ficasse muito caro!

Mas ele não era de todo tão cruel. Como não teriam despesas com casamento, não economizou na lua de mel. Eles viajaram por várias praias do litoral nordestino, ela ficou encantada! Foi a melhor época de sua via…

Hoje daria atenção somente para si mesmo, não estava com tempo e nem disposição para procurar um de seus amantes.

Começou por cuidar dos cabelos… Recentemente deixou os cabelos crescerem e os cortou bem curto para retirar por completo sua obsessão por cabelo liso. Voltou a ser cacheada.

Estava se sentindo uma gata preguiçosa… Nem tirou o pijama, ficou na sala jogada no sofá.

Cochilou…

Acordou assustada com a fechadura da porta mexendo, será que havia dormido de mais e já eram 11hs da noite, não era possível!

Não era mesmo, seu marido havia chegado mais cedo em casa. Foi uma surpresa, ele nunca fazia isso.

Ele perguntou por que não tinha ido aproveitar o feriado e ido passear com as amigas… Ela respondeu que estava com preguiça – o que era a mais pura verdade.

Ele a beijou e foi se afastando para ir ao banheiro, mas ela o segurou pela mão e pediu para que ele se sentasse ali. Ele se sentou, e como uma gata manhosa ela foi se aconchegando a ele, cheirando seu corpo suado, beijando seus lábios. Fazia tempo que não tinha oportunidade de devorar aos poucos o seu marido. Ele queria tomar banho, mas ela não deixou. Tirou a roupa e abaixou as calças dele, sugou seu membro duro com muito gosto. Subiu no colo dele e o fez penetrar… Estava excessivamente molhada, possuída por um desejo que somente ele poderia saciar.

Tinha seus amantes e eles eram maravilhosos, mas seu marido… Era odioso! Ela o amava!

Tinha ódio dela mesma por isso… Era por isso que não ia embora. Era por esse sentimento que não conseguia deixá-lo.

Sentia seu membro entrando e saindo, gozava e gemia de prazer…

Sem avisar ele a deitou no sofá e ficou por cima dela. Ele a olhou nos olhos e disse: “Você gosta disso né… Gosta de minha frieza e depois adora o jeito como eu a pego com força…”

Ela ficou surpresa com aquelas palavras e com raiva também… Respondeu um sussurrante “eu te odeio!”… Ele riu e respondeu que não, “você me ama! E por isso não vai me deixar…”

O gozo foi muito maior que a raiva que sentia, e o vai e vem de seus quadris não parava em cima dela. Muitos orgasmos ela teve.

Depois que terminaram ele a puxou para o banheiro. Não conversaram muito, o diálogo ficou entre seus corpos e seus lábios que não paravam de se beijar.

Transaram até seus corpos não agüentarem mais…

Ela acordou Macabéa de Clarice Lispector, mas deitou-se ao lado do marido aquela noite como “O” de Pauline Réage.

 tumblr_nbotve1gZE1tbqqh1o1_500

Imagem

Feliz Aniversário!!!

Tags

,

aniversário

 

Acordei hoje, liguei o computador para preencher minhas fichas de estágio…

É… Eu trabalho, estudo, estudo e trabalho. De vez em quando me meto a escritora.

Mas hoje o Google me deu um presentinho!!

Cyka, sua linda!! Feliz aniversário!

Feliz aniversário para mim!

Tags

sexo en verano - 2

 

A primeira pessoa que deve me desejar Feliz Aniversário, sou eu mesma.

Não existe ninguém nesse mundo que me ame mais do que eu.

São 41 anos de existência. Muitos defeitos que foram eliminados, outros que ainda persistem.

Me tornei utópica: Acredito que possamos mudar o mundo e viver em harmonia. As utopias são necessárias, são nossos que podem revolucionar tudo a nossa volta.

Eu tenho um sonho…

E irei correr atrás dele, mesmo que tenha que me afastar de pessoas, mesmo que tenha que ir para longe.

Feliz Aniversário Cyka!