Tags


 

Conheci a Gigisub algum tempo atrás.

Ela se tornou uma confidente e amiga.

Outro dia ela chegou com uma grande novidade! tinha realizado o desejo de fazer uma transa a três. Ela sempre me contava que queria fazer algo assim e também ir em uma casa de swing, mas não tinha coragem por vários motivos.

Ela me contou que havia ido ao encontro, mas não entramos em detalhes de como havia sido, até que tive uma ideia: pedi a ela que escrevesse e com a devida permissão do Dono, publicaria aqui no blog.

Essa é uma grande novidade, será interessante compartilhar experiências de outras pessoas por aqui. Talvez ela não seja a única… Aguardem mais novidades!

Olaaa…

Hoje contarei uma experiência incrível para mim…

Tenho 33 anos…entrei no mundo BDSM há pouco tempo, minha primeira vez foi no começo desse ano, ainda tenho que estudar e aprender muito.Sempre fui uma pessoa de muitas vontades, mas com muitos medos e meus medos sempre me fizeram perder grandes chances de realizar vontades.

E uma das minhas vontades era uma transa a três..ui delicia….fazia parte dos meus sonhos, das minhas vontades, dos meus devaneios..e se fosse com o BDSM atrelado no meio seria melhor ainda.

E fui convidada para realizar essa vontade, depois de muitos não eu consegui dizer sim, decidi que ia ter coragem pra realizar essa vontade, afinal a vida e curta pra se deixar passar todas as vontades, sonhos e desejos.

Mas não foi fácil, tive vontade de desistir, fiquei pensando em como me sentiria, afinal não  me acho nada atraente, não acho que posso fazer um homem sentir tesão por mim então imagina uma mulher! Ahh… e por coincidência era a primeira vez para a outra moça também.

Marcamos de nos encontrar no sábado, mas não consegui dormir, fiquei a noite com medo do que poderia rolar, passei muito mal e pensei em desistir, mas falei NAO…NAO VOU DESISTIR…No sábado as 14:00 nos encontramos num metro de são Paulo, ele eu já conhecia, mas a moça não….de imediato ficamos envergonhadas, não conseguíamos conversar. Mas tínhamos que nos dar bem, afinal faltava pouco para algo mais íntimo.Não posso falar que estava em nossos rostos o nervosismo e o medo, mas a vontade era maior. Chegando na casa dele começamos a conversar, a tentar descontrair, mas eu sabia que naquele dia eu seria usada, e muito usada, pois ele já havia me falado que eu serviria somente para uso dele e da sub dele. Mas na conversa ele já exigiu que tirássemos a roupa, nos olhou com vontade, afinal duas cadelas dispostas a servir. De imediato já mandou que nos beijássemos, como ele percebeu o acanhamento também entrou no meio e um delicioso beijo a três rolou, não nego beijar uma mulher foi estranho mas muito gostoso (quero mais)…..ele mandou que eu me virasse e um belo tapa rolou em minha bunda, como sou muito branca a marca já apareceu, outro tapa em meus seios e a marca de seus dedos apareceram, foi nesse momento que ele mandou que ela me batesse e não se contentou com tapas fracos o que eu adorei.Só que meu nervosismo era tanto, meu medo era tanto que comecei a chorar, mas de uma forma que não teve como controlar e paramos tudo, conversamos e com toda calma eles me ajudaram a me controlar, isso pra mim foi tão importante, tão carinhoso e tão animador que eu pedi pra continuar, pedi desculpas por aquilo, por meu nervosismo, pelo meu medo. Me sentei na cama e vi que ambos retiravam os acessórios da bolsa, plugs, consolos, bolinhas tailandesas, palmatórias, ky e muitas camisinhas, quando vi me assustei pois um pinto gigantesco apareceu daquela bolsa ……tive que ficar de quatro e mais tapas com a mão, com chinelo de borracha, com palmatórias vinham de todos os lados, ele parou e mandou chuparmos ele, o que foi maravilhoso; chupar um homem sentindo a boca de uma outra pessoa e uma sensação incrível, mas ela parou e com a ordem dele preparou um plug para ser enfiado em meu cu, já que a vontade dele era me arrombar, enquanto eu o chupava a moça colocava o plug em mim, mas como tenho um cu muito apertado ela não conseguia enfiar,e começou a forçar a entrada e isso me fez chorar mais uma vez, mas por causa disso apanhei no rosto e mesmo chorando continue a chupa-lo, já que essa cena pra ele foi mais que estimulante, mas enfim ela conseguiu enfiar o plug, mas ele não quis ficar não..kkk…então foram varias vezes ele entrando e saindo para que eu me acostumasse. Foi quando ele mandou algo que eu temia,chupa-la, mas confesso que com todos os receios foi muito bom, o gosto dela e maravilhoso, sentir um grelinho na boca e sensacional, e ela também sentiu meu gosto, ele enfiou a cara dela em mim, foi sensacional o tesão que senti, mas ele queria mais, pegou o consolo gigantesco e junto dela enfiaram em mim e socaram sem dó…confesso que doeu, que foi forte, que incomodou mas ao mesmo tempo foi maravilhoso.Meu cu não foi muito arrombado, acho que pelo meu nervoso não consegui relaxar, eles ainda tomaram vinho e cerveja para relaxar, mas eu não tomo nada de álcool, e sabemos que um pouco de álcool as vezes relaxa bem. Fazer tudo com cara limpa não foi fácil, ate porque sabia das vontades dele e tudo que tinha rolado ainda não era nem metade.Um plug inflável foi enfiado em meu cu, mas não consegui muito, mas nesse momento aproveitou para enfiar também um consolo em minha xana, e ver os dois olhando e conversando sobre o que estava acontecendo foi interessante, os elogios de ambos porque consegui os dois consolos enormes enfiados em mim foi sensacional. Fui muito usada e abusada, apanhei muito, só não conseguiu mesmo uma coisa, fistar meu cu, minha xana ele já tinha tentado em outras vezes, mas dessa vez ele conseguiu, enfiou a mão toda em mim, pena que eu não vi, mas senti, ele socou muito, sem dó, sentia a mão dele indo até o fim de minha xana, mas mesmo com dor foi ótimo, queria mais e mais.Depois do fisting ele queria gozar, como ele já tinha gozado na boca da outra moça antes, dessa vez seria na minha boca,então ele pegou um consolo com  duas pontas e enfiou em minha xana e mandou ela sentar o cu na outra ponta e mandou que só parássemos o vai e vem gostoso quando ele gozasse o que não demorou muito, com o pau enfiado em minha garganta ele gozou muito, mas não queria que eu engolisse, eu teria que em um beijo passar o gozo dele para ela, mas eu engoli tudo e não fiz, ele confessou que se sentiu envaidecido nessa hora,pq eu engoli tudo, sem deixar uma gota cair e sem reclamar. Senti falta de uma coisa, queria sexo, mas não teve pra mim e nem para outra moça, ele comeu o cu dela, ele foi muito chupado por nós duas, fiquei com o maxilar doendo de tanto ter o pau dele em minha cama, ele gozou muito, eu também gozei duas vezes, e ela tadinha não pode gozar nenhuma vez. Quando acabou tudo a conversa foi deliciosa, as risadas, as historias daquele momento já estaria formada, o legal é que confio nele, ele é o único que me domina, o único que consigo me entregar mesmo com todos os medos que tenho, mesmo com toda a vergonha do meu corpo, ele me respeita, ele entende, ele é amigo de alguns anos, só o fato dele perceber meu medo e meu nervoso do começo e entender, parar e  me dar água, me acalmar foi um ato de segurança transmitido a mim. Mas enfim o dia acabou, voltei para casa acabada, fiquei três dias cansada demais e com dores pelo corpo, ainda estou marcada, ainda dói, mas a vontade de ter mais bate forte. Espero que aconteça outras vezes, eu tenho a certeza que na próxima será mais tranquilo, eu estarei mais tranquila e tudo rolara melhor ainda. O tesão que estou sentindo relembrando aqueles momentos esta grande, estou toda molhada com minhas lembranças e querendo mais e mais. Tenho que agradecer aos dois pela tarde inesquecível que tive, ele é um amigo, ela uma nova amiga gostosíssima que quero transar mais vezes, e tenho a certeza que logo logo rolara mais uma transa a três e mais gostosa do que a primeira.

uol_gorduraouflacidez615x300