Tags


 

Hoje foi um dia de lágrimas.

Acordei chorando, tive um sono perturbado recheado de pesadelos.

Outro dia, conversando com uma amiga confessei a ela que tinha medo, muito medo de envelhecer sozinha, então ela me disse para eu não ter medo, pois o medo atrai.

Mas o medo é muito maior que eu, e às vezes é inevitável pensar nisso. E não sou tão corajosa.

Tenho medo de ser enganada, ou o que acho pior: criar expectativas, alimentar sonhos e não ser nada daquilo que imaginava.

O nome da aranha marrom (Loxosceles spp) poderia ser expectativa – pica, necrosa e leva a morte.

Vou completar um ano e cinco meses com meu Dono, ainda não recebi coleira dele. Ele me disse uma vez que eu não merecia, fiquei tão arrasada! Mas me conformei, procurei melhorar. Ele me diz que melhorei muito, mas eu não consigo enxergar as melhoras. Eu sei que não melhorei suficientemente para receber a coleira dele. Disseram-me que a coleira está na alma e acreditem todas as submissas que me falaram isso tem as suas coleiras oficiais, fácil falar.

Não é fácil se sentir incompetente e fracassada e sorrir como se nada estivesse acontecendo. Meu Dono diz que não devo fingir que estou feliz somente para agradá-lo, que eu devo ficar bem para mim mesma. Mas eu sou submissa e minha felicidade está em servir a um Dono, e se isso não acontece minha vida perde o sentido. Ele me disse então que eu o estava servindo, que existiam muitas formas de servidão. Ai é que entra a aranha necrosante! Minhas expectativas não condizem com o que Ele quer de mim nesse momento. Será que isso irá mudar?

Ai está meu dilema, se eu o deixar não saberei se ele fala a verdade, se eu ficar poderei entrar nesse ciclo vicioso e nunca sair.

Ele me garantiu que não era somente isso que queria de mim. Como saber? Não irei saber.

Às vezes a gente espera muito de alguém, mas o que ela tem para oferecer é muito menos do que esperávamos. A pessoa acha que está lhe dando uma coisa grandiosa, mas você olha e não consegue ver grandeza nenhuma naquilo. Sua decepção fica estampada no rosto, ai ele pensa: fiz de tudo, estou aqui e ela não está feliz.

Um dia eu espero poder escrever sobre meu encoleiramento. Ainda sonho que seja da forma que me foi prometido.

Tenho algumas idéias para escrever um conto sobre o assunto, mas ainda quero escrever sobre a minha cerimônia.

A aranha marrom é perigosa, mas a esperança é maior. Não sei se os riscos valem à pena, mas de qualquer forma tenho que viver, e já que tenho que levar minha vida… Vou brincando de roleta russa.

tumblr_mnjexmr3Ol1so3rhpo1_500