Tags

,

Não, ele não me completa. Me transborda. Como maré ao fim do dia, eu invado a praia, subo, me encho, faço barulho quando ele vem. Eu sempre fui completa, sempre me fiz feliz, mas ele… ele me inunda. Faz meu peito parecer pequeno para tanta alegria. Faz com que o antigo eu pareça muito pequeno perto do que é hoje. Se antes eu já era completa, agora me sobra amor para dar e vender. Porque o ser humano é um todo, feito milimetricamente do tamanho que tem que ser e a metade da laranja, na verdade, não é metade. É o açúcar que vai no suco, é o tempero que dá um gosto a mais. Depois de encontrada, não nos faz um único ser feito de dois corpos, mas nos faz seres melhores. Que se complementam, que adicionam um sentimento a mais, um gosto, um cheiro que antes não havia. O que antes era insonso, torna-se néctar. Foi isso o que aconteceu quando ele chegou: o meu copo cheio foi tomado de tempestade e transbordou…

Autor desconhecido

foto_2337

Esse texto  não achei as referências…

Mas eu achei muito bonito.

O SR não me completa, me transborda! Já sou completa e o SR veio para agregar. Nunca fui uma metade, sou inteira e o SR veio para dar um toque especial em minha vida. O SR me tornou melhor.

Não foi fácil aceitar essas mudanças, não foi fácil aceitá-lo. Eu não queria mudar porque achei que já estava pronta. Mas o SR me destruiu e me reconstruiu… Melhor e mais forte.