Tags

Coisa difícil viver com medo, não é?

É assim que vive um escravo.

Eu vi coisas…

Que vocês não acreditariam.

Naves de ataque ardendo ao longo de Orion.

Assisti raios C.. Cintilando na escuridão

Junto ao portão de tannhäuser.

Todos esses momentos vão se perder…

No tempo, como lágrimas na chuva.

Hora de morrer.

Roy Batty (Blade Runner)

 Rutger-Hauer-as-Roy-Batty-blade-runner-19275549-453-290

Sim, é difícil viver com medo. Principalmente quando se é escravo de uma coisas chamada “amor”.

É horrível viver no constante medo de que nunca mais volte; é massacrante viver com medo de que tudo que me diz não passe de uma grande mentira; é desgastante viver com medo de que um dia se canse da brincadeira cruel e como um verdadeiro lord sádico diga: irá doer mais em mim do que em você, mas terei que partir.

Amar é viver com medo.

Amar e medo poderiam ser sinônimos.

Mas eu sou um andróide replicante, lutando para viver um pouco mais para saber aonde tudo isso vai me levar. Queria ver meu final feliz antes que a chuva leve tudo e que as lembranças se apaguem.

Não quero morrer.

Mas não quero viver assim…

Mas sem você, o meu tempo acaba e eu terei de dizer:

Hora de morrer.