Só preciso ficar quietinha em meu mundinho…

Parei um pouco de limpar meu blog. Limpar mesmo! Tirar aquelas postagens vergonhosas e que não condizem mais com a realidade que vivo hoje. Não está sendo fácil, para mim nunca é! Mas sigo em frente. Pode ter certeza que hoje eu sou uma submissa muito melhor do que era quando fiz minha primeira publicação aqui. Eu escuto muitas criticas a minha pessoa, sobre coisas que escrevi e falei. Mas hoje eu não tenho medo de críticas, estou disposta a escuta-las e melhorar.

Penso que: uma crítica é muito melhor do que receber aplausos. As vezes quem aplaude nem sabe o que tá fazendo.

precisamos estar abertos as criticas com a mesma receptividade com o qual recebemos os aplausos!

Não somos perfeitos! Cometemos erros – Eu cometi e cometo muitos! Mas estou aqui para aprender. Eu não nasci submissa, eu pensava que a forma como me comportava era a correta. Hoje sei que não, que fiz muita besteira.

Eu não tenho medo de apanhar da vida. Não tenho medo de me entregar e sair machucada. Não tenho medo de espinhos! Não tenho medo de estar sozinha.

tumblr_msmeopbx9h1sygaxwo1_500

 

 

 

 

A zoeira não tem fim… Nem no BDSM!

Tags

Imagens inéditas de Dom Gaspar, o dominador camarada! Ele só aparece de madrugada para pegar sua alma!

fetiche3

Mestres Shibaristas… Tem até carteirinha!

fetiche5

Essa é a hora de brincar de Pet Play!

Subgato… Submisso de alma, o submetido, empreguete nas horas vagas, lambe botas, masoquista light, secretário do sindicato dos submissos, farofeiro… Primeiro e único de sua espécie!

fetiche8

 


 

Rabiscos

Tags

,

tumblr_oko118Fiaz1rhup7qo1_500

Eu sinto falta de…

seu chicote,

Quando vejo as marcas em meu corpo e as dores que ainda tenho

Sinto falta de…

sua voz em meu ouvido, das tuas ordens, de teu cheiro, de teus olhos em mim, tuas mãos…

Vontade de ter tudo isso novamente!

Ter minha carne marcada!

Escreve em mim a sua história sádica?


 

Sádico

Tags

Uma primeira sessão com alguém é sempre uma grande expectativa. Como vai ser, vou aguentar, Ele vai gostar de mim… As perguntas básicas que passam pela minha cabeça.

Dessa vez a pergunta: “eu vou aguentar?” Foi a que mais perturbou minha mente, a final estou lidando com um sádico, e sádicos gostam de provocar muita dor.

Eu queria dar tudo de mim e me entregar completamente! Porém isso não iria acontecer se eu não estivesse disposta a me entregar como uma verdadeira masoquista. Nunca me vi como masoquista, mas estou me descobrindo. O prazer que senti foi muito intenso! Não estava fazendo apenas para agradar ao outro, talvez nem conseguisse se o intuito fosse somente esse. Como agradar um sádico se não sentir prazer na dor? Como se entregar a um sádico se não suportar a dor transformando-a em orgasmos? Até o estalo do chicote é prazeroso!

Foi uma experiência única!

Entregar meu corpo para que extraísse dele toda dor e prazer!

Me tocar enquanto o Sr me batia! Sentir muita dor e chagar ao orgasmo.

Foi maravilhoso sentir seu prazer em me torturar!

Obrigada por me proporcionar um momento tão único em minha vida.

 


 

A Configuração do Lamento

Tags

,

Sou sádico e gosto de causar dor… Tudo o que faço é para doer!

É maravilhoso quando está ali urrando de dor para mim! Saber que está rastejando aos meus pés, tentando me agradar de todas as maneiras possíveis!

Me dando de presente a sua carne e a sua dor.

Sim! me excita ver seu corpo todo marcado e a expressão de dor em seu rosto! É como mil sois explodindo dentro de mim.

Você é minha cadela infernal, minha vadia cenobita.

Arrancarei de tua alma os prazeres mais doentios, marcarei teu corpo a minha maneira.

Minha carne, minha carne, minha carne… Meu doce objeto carnal!

hellraizer

No caso de família BDSM de hoje: Irmãs de coleira.

Tags

Eu considero um assunto bastante polêmico dentro do BDSM.

Nós mulheres fomos criadas dentro de um sistema em que a fidelidade é algo muito importante dentro de um relacionamento. Mesmo que essa fidelidade não exista, que seja apenas uma fachada. Eu mesma já me relacionei com vários homens casados. Assim, dentro do universo baunilha queremos fidelidade, mesmo que ela não exista, mesmo que precisemos fingir. Também não fomos criadas para ter ou conviver em uma irmandade, somos competitivas!

Então, como em uma mágica… você descobre o universo BDSM. Nele existem os Dominantes e os submissos. Dominador manda, submissos obedecem. Existe uma conversa prévia sobre as coisas que gostam, o submisso não faira de jeito nenhum, ou coisas que acha estranho, mas com o tempo pode adquirir o gosto.

Ai o Dominador lhe pergunta sobre irmã de coleira… O que fazer nesse momento? Como responder? qual sua atitude diante dessa pergunta?

Não será fácil lidar com isso, você foi criada para ter um relacionamento hipócrita, monogâmico, você imagina que seu homem é só seu. Dento do BDSM não existe uma regra fixa. alguns Dominadores tem apenas uma submissa, outros gostam de ter duas ou mais. Também tem a serva, escrava que não possui uma coleira, mas serve um Dominador com uma submissa encoleirada.

Algo importante para que a D/s dê certo é lembrar que você não é uma namorada, você é uma escrava/submissa. Você não está em um relacionamento convencional. Isso não quer dizer que não exista amor e comprometimento, talvez esses sentimentos sejam até maiores do que em um relacionamento baunilha, porque no BDSM tudo é mais intenso.

Dizem que submissas não podem ter ciúmes, eu considero uma grande bobagem. Somos humanas, quem em sã consciência não teria ciúmes do homem que ama? Então, se o ama e se deseja realmente ter uma relação D/s com um Dominador que se declara abertamente não monogâmico, terá que superar esse obstáculo.

A melhor resposta para “o que acha de ter uma irmã de coleira” é: O Sr é quem sabe, eu não tenho escolhas quanto a isso, se desejar a irmã será bem vinda.

Essa é a melhor resposta, para não criar polêmicas e conflitos desnecessários.

Porém, contudo, todavia… se você deseja criar conflito, polêmica e uma arranca rabo no casos de Família BDSM, Tem a outra resposta que você pode dar se for assim como eu… desbocada: “Cy, o que acha de ter uma irmã de coleira?” “O Sr é quem sabe! Mas não vai acreditando que seremos uma linda família feliz, porque não seremos. Não farei sessões conjuntas, não vou chupar boceta só pra agradar macho!” #prontofalei

Essa é uma resposta em que você corre o risco de perder o Dominador, mas para mim foi uma resposta verdadeira. Eu penso que é melhor falar a verdade do que mentir, fingir que tá gostando e ficar ruminando de ódio por dentro.

Como disse, submissas não tem opção de ter ou não a irmã de coleira, porém tenho que agir conforme os meus princípios, não sou bissexual, não tenho interesse em transar com mulheres, quero ter minhas sessões, quero ter meu espaço na relação D/s, quero cada um em seu quadrado.

Desta forma eu penso que poderemos sim ser felizes e bem resolvidos!

Não briguem Meninas! Dono tá chegando para por ordem nessa porra!

vamo-parar-com-isso-jc3a1

 

É assim que eles imaginam…

10423833_1555641998007132_1229610508318084811_n

É assim que nós imaginamos…

tumblr_inline_mxbvyxnmEM1s8modh


 

Fogueira de vaidades

Tags

Seis anos atrás quando entrei para o mundo BDSM, eu achava tudo lindo e maravilhoso. Pensava que existia uma grande comunidade unida, a final todos compartilhavam de gostos parecidos. Com passar do tempo comecei a ver que não era bem assim. O mundo underground BDSM é um microcosmos espelhado no mundo aqui de fora… Vaidades, estrelismos e o pior de tudo: calunias, mentiras, fofocas… 

Não basta ser contra algo, não basta apenas criticar alguns pontos e viver a vida como convêm. Não gosta de liturgia, não viva isso! Simples. Não gosta de uma pessoa? Não conviva com ela, evite ir ao mesmo ambiente. As coisas deveriam ser bem claras, as pessoas deveriam ser bem resolvidas!

Somos praticantes de sadomasoquismo! Deveríamos ser bem resolvidos.

Boa parte da comunidade, quer fazer um BDSM bonito e saudável…

Outros se comportam como tias velhas fazendo fofoca e caluniando terceiros na janela de casa. (Janela, leia Facebook)

giphy

Palmas pra você que quer acabar com a vida dos outros!

Amor e Entrega!

Tags

, , ,

tumblr_ojz4w2DIkA1vv0fimo1_540

Sabe aquela vontade de escrever um conto sobre o primeiro encontro? Acordei hoje com muitas ideias. Sou ansiosa então muitas coisas passam pela minha cabeça: um turbilhão de coisas. Melhor deixar para escrever depois, quando acontecer.

Mas independentemente do que acontecer irei escrever, porque já está tudo aqui. Fecho meus olhos e visualizo o que pode estar por vir. Dá um nó no estomago, uma vontade de cair aos pés DELE e dizer o quanto estou aguardando por isso. Também tem o medo de fazer algo errado, de desagradar.

Servir ao Dono, esse é o momento mais importante para uma submissa. entregar-se, submeter-se. Servir é uma forma de devoção: Sua dor, você entrega a ele! sua carne, e até mesmo um pouco de sua dignidade – humilha-se, rasteja, chora, implora!

Não existe entrega parcial, não existe sentimentos mornos…

Minha entrega é completa! Cultivo um jardim de sentimentos para serem explorados! Arranque de mim tudo o que pode, explore tudo que for possível. Toda vez que eu tiver medo e vontade de fugir, aperte minha coleira e não me deixe…

Nunca me deixe.

Sem título