Procuras, sessões e bondage.

Tags

Não é fácil encontra pessoas perto de você que tenham os mesmos gostos e desejos! Por isso eu não procuro sistematicamente… Deixo que as coisas fluam de forma natural.

Mas ao mesmo tempo vou dando uma olhada aqui e ali. Descobri que estava em um grupo de uma rede social direcionada a anúncios de procura-se. alguém fez um post de apresentação. Resolvi responde-lo, já que não to fazendo nada! Foi ai que encontrei um bondagista de minha cidade! Foi ai que a aventura começou! Marcamos um encontro para combinar nossa primeira sessão.

Hoje eu não tenho vergonha de me declarar uma submissa/fetichista livre. Tempo atrás isso seria uma tragédia grega para mim, já que me preocupava muito com a opinião alheia: “não seja uma subputa!” “está só a procura de sexo!” As vezes eu procuro só sexo mesmo! E daí? Qual problema? O problema grave seria se eu mentisse, dizendo que quero um relacionamento fixo e faço a pessoa acreditar nisso enquanto saio com outras pessoas. Mentiras são medonhas. Tenho vários defeitos, mas mentir não é um deles.

Definitivamente não sei mentir. Por três anos eu tive uma relação muito intensa regada a muita tortura psicológica, não gostei. Eu não me sentia muito bem, apesar de estar apaixonada, não consegui aguentar a pressão. Por esse motivo tive que ser verdadeira comigo mesma e entregar a coleira. Era algo que eu queria muito, mas minha saúde mental tem que vir em primeiro lugar. E tem que ser uma submissa muito boa pra aguentar (e eu não fui muito competente). Eu preciso de alguém menos exigente! E que eu NÃO ame…Principalmente!

pizap.com14789846234521


 

 

 

Bandage

Tags

pizap.com14788329037401Apesar de flertar a muito tempo com o BDSM, foram poucas vezes que tive experiencias reais.

Hoje tive uma experiência com bondage e um pouco de spanking.

Foi muito empolgante! Desesperador! Aquele sentimento de impotência ao ser amarrada por alguém que apesar da confiança depositada nela… Brota o medo de todos os poros! Logicamente que não é um sentimento que paira na sessão inteira, já que a confiança vai se tornando algo concreto e verdadeiro.

Não é fácil ser amarrada, doí, machuca, dá câimbras… É GOSTOSO!

Estive nas mãos de uma pessoa bastante habilidosa…

17 16 15 14 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 1

 

O inferno dos outros…

Tags

20161102_180637-1

 

Sabe quando alguém posta aqueles vídeos mostrando pessoas com necessidades especiais ou doentes e dizem: Agradeçam a deus por sua vida…. É assim que eu traduzo:

“…Saber que existia um local onde tudo era ainda mais terrível, para onde poderiam olhar e dizer a si próprios que podia ser pior. Assim, cada homem, mulher e criança agradecida por não estar entre as vítimas da fortaleza onde os inomináveis aparelhos da Ordem violariam até mesmo suas memórias mais estimadas.” Evangelho de Sangue, Clive Barker.

Na verdade as pessoas estão agradecendo por existir no mundo pessoas mais desgraçadas do que elas.

“…Tudo é morte, mulher. Tudo é dor. O amor gera a perda. O isolamento gera ressentimentos. Não importa a direção que nos viramos, sempre seremos feridos. Nossa única herança verdadeira é a morte. E nosso único legado, o pó.” Evangelho de Sangue, Clive Barker.

Quer sentir na alma o que é sadomasoquismo?

Não leia 50 tons de cinza… Leiam Cliver Barker!


 

Crepax

fotocortada2

 

Definitivamente sou completamente apaixonada por Crepax.

E agora tenho mais uma grafic novel para minha coleção.

Essa edição da Martins Fontes ficou um pouco seca, sem uma introdução, algum comentário sobre a obra.

Fiquei um pouco perdida na narrativa, tem cortes muito bruscos e tive que retomar a leitura várias vezes para entender.

Mas estou bastante feliz com essa aquisição!

Acho que vi uma xoxota…

011

010

Mas o que me deixou feliz foi ter comprado História de O.

Foi através dessa obra que tive o primeiro contato com o BDSM. Me tornar submissa foi muito influencia de O e até pouco tempo busquei realizar essa fantasia, logicamente não tive sucesso. É um pouco frustrante, mas algumas coisas são apenas fantasias mesmo, não dá pra realizar.

Sempre serei uma submissa frustrada, mas nunca uma leitora infeliz!

Segundo passo agora é comprar o romance de Pauline Réage… Mas por enquanto me contento com a adaptação de Crepax.

fotocortada1

012 013


 

Testes…

Já fizeram teste HIV?

Eu faço, e seria muito bom se todas as pessoas que estão no meio liberal também fizessem. Hoje o paciente HIV não tem cara de doente como na década de 80 e 90. É tudo muito escondido e é por isso que devemos tomar muito cuidado. Camisinhas podem estourar, e muitas vezes o homem não se preocupa em parar para trocar, foda-se você!

Mas é fácil descobrir se a camisinha estourou… Ela faz um barulho que você sente, como um balão estourando, só que dentro de você. Geralmente as camisinhas estouram logo na penetração, quando você não está muito lubrificada.

Se por acaso a camisinha estourou e você não sentiu e o cara não foi digno de parar e trocar e houve ejaculação dentro de sua vagina, não entre em pânico! Vá ao banheiro, tente fazer xixi, depois se lave. Se não utiliza nenhum outro método anticonceptivo, vá ao posto de saúde o mais rápido possível e fale com a enfermeira explique a situação e tome a pilula do dia seguinte. Pode fazer o teste HIV e o de sífilis que já saem o resultado em 10 minutos, porém terá que repedir depois de um mês.

Fica ai a dica…

campanha-aids

“Profissão Repórter” nas festas eróticas do centro de SP

Tags

Como é bacana o Centro de SP… É muito fervo!

A próxima festa do grupo Liberais SP será em um cinema Porno.

Nossas festas são de swing, geralmente acontecem na Sauna Gay que apareceu no programa de TV, mas dessa vez vai rolar no Cine Ouro.

Eu particularmente adoro esse ambiente, meio puteiro feat boate.

Convido vocês para participarem dessa pornochanchada que é o centro de SP!

14433137_1740978022822874_3784152870058178461_n 14433183_1740978226156187_5754572200788836406_n 14440996_1740978096156200_7532860660441989087_n 14448988_1740978119489531_9018727156323953385_n 14449845_1740978042822872_6756937233836688708_n 14450009_1740978162822860_181890523745687999_n 14484626_1740978206156189_2333614427483304382_n 14492597_1740978182822858_17219916393879774_n 14516426_1740978002822876_5545907258784216792_n

 


 

Setembro Amarelo

Tags

,

yellow-3d-ribbon_72193

 

Setembro é o mês de combate ao suicídio e assistindo ao vídeo do youtuber Magic N Roll sobre o assunto (vou deixar o vídeo linkado aqui), resolvi deixar minha contribuição aqui em meu blog.

As pessoas tratam depressão como algo sem importância, não tem o minimo de empatia. Depressão é uma doença grave e pode levar ao suicídio.

Foram dois momentos de minha vida em que eu experimentei a depressão, me senti perdida e também um verdadeiro fracasso.

Eu tive um relacionamento de muitos anos, noivei e casei. Ele, um cara de auto estima bem baixa e por isso estava ao lado dele sempre lhe dando atenção, mostrando caminhos, ajudando. Ele se reergueu, fez faculdade, foi lecionar… Era o sonho da vida dele, melhorou a auto estima e me deu um chute na bunda. Eu me senti muito mal, me sentia usada, fui feita de muleta. Procurei ajuda, fiz terapia, saí do quadro depressivo e continuei a vida.

Fui realizar minhas fantasias, ou pelo menos tentar. Me envolvi no universo BDSM e achei que iria ser feliz. Mas foi outra ilusão, entrei novamente em um quadro depressivo e até pensei em me matar… Foi o fundo do poço! Eu me sentia o cocô do cavalo do bandido, não fazia nada direito, não tinha competência para ser feliz. Porque é assim quando você se sente deprimido: a culpa é toda sua! Foram muitas expectativas criadas ao redor de um relacionamento, eu pensei que havia encontrado minha tampa, a pessoa que eu iria me entregar intensamente e que iriamos viver o mais puro amor BDSM. Com o passar do tempo eu comecei a pirar. Não havia um dia em que eu não chorasse, todos os dias eu me sentia triste e inadequada. Não me sentia boa suficiente para ser a submissa DELE. Chegou o momento critico em que eu tive que tomar uma decisão: ou eu o deixava, entregava a coleira ou eu iria fazer uma besteira. Eu decidi pela minha vida, perceberam né?

Quem disse que iria ser fácil?

Continuo acreditando na vida!